Hackers denominados ‘ShinyHunters’ vendem mais de 73 MILHÕES de registros de usuários na dark web de 10 serviços online, incluindo o StarTibune e o Zoosk.

Saúde anuncia diretriz para isolamento, mas adia detalhamento das medidas
Saúde anuncia diretriz para isolamento, mas adia detalhamento das medidas
12 de maio de 2020
O coronavírus "pode ​​nunca desaparecer", alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).
O coronavírus “pode ​​nunca desaparecer”, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).
15 de maio de 2020

Hackers denominados ‘ShinyHunters’ vendem mais de 73 MILHÕES de registros de usuários na dark web de 10 serviços online, incluindo o StarTibune e o Zoosk.

Hackers denominados 'ShinyHunters' vendem mais de 73 MILHÕES de registros de usuários na dark web de 10 serviços online, incluindo o StarTibune e o Zoosk.
  • Hackers invadiram 10 empresas conhecidas e roubaram registros de usuários
  • O grupo, chamado ‘ShinyHunters’, roubou mais de 73 milhões de registros
  • Os dados foram vendidos na dark web por um total de apenas US $ 18.000
  • Zoosk teve 30 milhões de registros roubados e o StarTribune teve um milhão

O grupo hacker, denomiando ‘ShinyHunters’, roubou dados de pelo menos 10 empresas, incluindo Zoosk, Chatbooks e StarTribune.

O aplicativo de namoro online, Zoosk, teve a maior brecha, já que os cibercriminosos pegaram 30 milhões de registros de usuários e os Chatbooks ficaram em segundo lugar com 15 milhões, de acordo com a ZDNet.

Chatbooks reconheceu o ataque, disse que credenciais de login, incluindo nomes, endereço de e-mail e senhas foram tomadas no transporte, juntamente com alguns números de telefone e FacebookIDs.

O grupo também roubou bancos de dados das empresas, SocialShare, Chronical of Higher Education, GGumim, Mindful e da loja online indonésia Bhinneka.

A Chatbooks disse que nenhuma informação de pagamento ou cartão de crédito foi comprometida, mas está pedindo aos usuários que alterem sua senha imediatamente.

O grupo também é responsável por acessar a conta gitHub da Microsoft e roubar 500 GB de dados dos repositórios privados da gigante da tecnologia na plataforma de desenvolvedores, de acordo com relatórios publicados.

A ZDNet observou que alguns especialistas em segurança acreditam que esse grupo malicioso tem laços com o Gnosticplayers, um grupo de hackers que estava ativo no ano passado, e vendeu mais de um bilhão de credenciais de usuários em mercados da dark web, pois opera em um padrão quase idêntico.

Felipe
Felipe
Criador, Editor e Redator. Jornal e Blog. Fazer Pensar é a Nossa Maior Intenção.
>